Câncer de Mama - Como Lidar Com Sua Mente Durante Esta Luta

Câncer de Mama - Como Lidar Com Sua Mente Durante Esta Luta

Olá, meu querido amigo e minha querida amiga.

Como você tem passado? Eu espero que bem. Hoje quero trazer aqui dois assuntos que estão relacionados: o câncer de mama e o gerenciamento da mente.

Sabia que a forma que as pacientes enfrentam essa fase pode ser decisiva para o tratamento? Continue a leitura para entender melhor!

O que é o câncer de mama e por que ele surge?

O câncer de mama é o tumor que mais afeta as mulheres no Brasil. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 29,7% das pacientes com a doença têm incidência nessa região.

O problema é tão grave que, por isso, foi criada a campanha Outubro Rosa. Ela serve para alertar a todos sobre a importância dos exames de rotina.

Apesar dos avanços da medicina, ainda não é possível prever com certeza os motivos do seu surgimento e quem pode não ou desenvolver os tumores. Porém, existem alguns fatores de risco que merecem atenção, como:


  • histórico familiar da doença;

  • realização de tratamentos hormonais;

  • idade acima dos 50 anos;

  • entre outros.


Além do impacto da própria doença, as mulheres diagnosticadas com esse câncer ainda podem enfrentar mais um desafio: a retirada da mama — parte do corpo associada à feminilidade perante a sociedade e tão importante para a autoestima feminina. Por isso, o cuidado com a saúde da mente é necessário!

Como lidar com a mente durante o tratamento de câncer?

Seja em um tratamento de câncer ou em qualquer outra fase da vida, a mente precisa de gerenciamento. Sem isso, ela é como um barco que navega sem direção. Você confiaria mais em uma embarcação que se movimenta sozinha ou em uma que tem comandante?

O mesmo acontece com o nosso cérebro, e muitas pessoas não se dão conta. Sobretudo em momentos difíceis, é normal ter pensamentos confusos e perturbadores. Porém, eles não podem se instalar na sua mente e vida.

No caso de uma doença, a esperança e o desejo de vencer devem ser maiores do que os medos. Afinal, a positividade contribui para o fortalecimento do sistema imunológico.

Além disso, existem ferramentas de gestão da emoção capazes de ajudar a cuidar da mente. Quando bem utilizadas, essas espécies de técnicas garantem uma saúde mental mais saudável, o que pode se refletir no restante do corpo.

Já falei bastante aqui sobre a DCD, ferramenta que eu criei e que consiste em duvidar, criticar e determinar. É necessário duvidar dos pensamentos negativos, criticá-los e, por fim, determinar a mudança.

Quer entender melhor como tudo isso funciona? Então, confira mais sobre a técnica DCD e continue acompanhando a Academia da Gestão da Emoção.