Faça da sua queda o seu maior trampolim

Faça da sua queda o seu maior trampolim


Querido amigo e querida amiga,

Não é de hoje que as pessoas se colocam em posições de vitimismo, e que essas alimentam suas decepções e frustrações, ao ponto de se afogarem em suas próprias palavras.

Hoje em dia, grande parte, ou até mesmo todas as pessoas do planeta passam por problemas, e todo e qualquer problema sempre tem como resultado a desestabilidade emocional. Afinal, toda e qualquer atitude que tomamos no nosso dia a dia é movida por alguma emoção, e são essas emoções que nos fazem tomar decisões.

A grande questão é: que atitudes você tem tomado nos momentos de tensão?

Podemos simplesmente nos deixar levar por aquele momento, aceitar a queda e nos alimentar daquilo. Ou seja, abraçar os mais profundos sentimentos de tristeza, de decepção, de frustração e nos paralisar.

É muito mais fácil tomar essa atitude, afinal, a nossa mente tem um poder de auto sabotagem muito grande, e se nos deixarmos levar, ela acaba nos destruindo.

É fato que, no mundo em que vivemos, nós focamos demais nas coisas que estão fora, ou seja, conhecemos muito bem o mundo em que vivemos e nos esquecemos completamente do mundo que somos.

E isso é uma armadilha.

Há muita distração, há muito entretenimento e isso gera muita fuga.

Não sabemos lidar com as nossas emoções mais profundas.

Então, como nos proteger disso? Como lidar com situações traumáticas, situações de decepções, frustrações, inseguranças e medos?

Saiba que podemos usar nossas decepções, nossas frustrações, nossos medos e nossas angústias como armas poderosíssimas para darmos grandes saltos em nossas vidas.

Podemos treinar nossa mente para avaliar cada situação de maneira lúcida e usar nossas dores como nossas maiores mestras!

Ou seja, fazer de nossa pior queda, o maior dos trampolins para um grande salto.

E como isso pode ser feito?

Através de atitudes que podem mudar completamente o nosso dia. Uma simples decisão pode fazer toda a diferença em sua vida.

Em primeiro lugar, escolha você por você mesmo.

Comece a se conhecer melhor, saiba que você tem uma versão de si mesmo com a qual você nunca teve contato.

Pare de procurar “lá fora” as suas respostas, elas estão bem mais perto do que você imagina… Estão dentro de você.

Dê prioridade aquilo que realmente importa na vida: você, sua família, sua saúde mental.

Não alimente aquilo que vem de fora para dentro. Certifique-se apenas de que aquilo que vem de dentro para fora, vem para edificar e não destruir.

Uma resposta inteligente em um momento de tensão pode transformar a sua vida e a vida do seu próximo.

Pare de reclamar, passe a elogiar.

Pare de ver os defeitos, afinal, todos nós temos muitos. Passe a ver as qualidades.

Exalte as qualidades antes de apontar os erros.

Faça o silêncio proativo. Não responda nada enquanto sua mente está em uma tempestade. Busque a lucidez e dê respostas inteligentes e edificadoras.

Certa vez, fizeram uma questão, em tom de brincadeira, para um amigo meu:

“O que você faz para ser feliz todos os dias? Você toma alguma coisa?”

Ele respondeu:

“Sim, decisões.”

Decida mudar hoje mesmo, e comece a transformar a sua vida.

Você pode e deve escrever os mais nobres capítulos de sua história a partir de hoje.

Pense nisso.

Uma ótima semana.

Um grande abraço