Seu Eu deve ser o piloto da sua aeronave mental

Seu Eu deve ser o piloto da sua aeronave mental

O "eu" é a nossa identidade, mas muitos confundem o seu significado. Ele representa a nossa consciência crítica, nossa vontade consciente e capacidade de decidir. O grande problema é que a maioria das pessoas não desenvolve um "eu" crítico, lúcido, coerente, capaz de tomar decisões certas na hora certa.

Um "eu" doente, sem estrutura e maturidade é indeciso, inseguro, instável, impulsivo, ansioso, escravo dos pensamentos e das emoções destrutivas. Assim, ele nunca se torna autor da própria história.

Afinal de contas, o que é ser autor da própria história?

Se considerarmos a mente humana como um grande teatro, é possível afirmar que, devido à fragilidade do "eu" atuar dentro de si, a maioria das pessoas fica na platéia assistindo passivamente a seus conflitos e misérias psíquicas encenados no palco. Precisamos sair da platéia, entrar no palco dos nossos pensamentos e emoções e dirigir a nossa história.

Apesar do funcionamento da mente humana ser de indescritível beleza, a personalidade adquire conflitos com facilidade: complexos de inferioridade, timidez. fobias (medos), depressão, obsessão, síndrome do pânico, doenças psicossomáticas, rigidez, perfeccionismo, insegurança, impulsividade, preocupação excessiva com o futuro e com a imagem social.

Alguns são controlados pelos seus traumas do passado; outros, pelas decepções do presente. Uns resolvem com facilidade suas dificuldades, outros perpetuam suas doenças psíquicas por anos ou décadas. Não aprenderam a intervir no seu próprio mundo.

Vivemos em sociedades livres, mas nunca houve tantos escravos no território da emoção. Escravos da ansiedade, impulsividade, medo, intolerância, timidez, irritabilidade, estresse, preocupações com o amanhã, excesso de atividades.

Milhões de pessoas nunca aprenderam que podem e devem gerenciar seus pensamentos e emoções. Como serão líderes de si mesmas se não se conhecem minimamente? Como evitar que tenham transtornos psíquicos se não têm ferramentas para se defender ou se resolver?

Por fim, alguns morrerão e se tomarão os mais ricos e bem-sucedidos de um cemitério. Triste história! Que característica da sua personalidade ou postura de vida você tem tentado mudar, mas não tem conseguido? Você pode adiar muitas coisas na sua vida, mas não a decisão de ser autor da sua própria história. Afinal de contas, a vida é um grande livro. É sua responsabilidade escrever seus textos.

Para te ajudar nessa empreitada, convido você a se inscrever gratuitamente na série 2019 – O Melhor Ano da Sua História, que estreia dia 03 de janeiro.

Nesse documentário totalmente online e gratuito, o Dr. Augusto Cury ensinará técnicas importantíssimas de Gestão da Emoção.

Cadastre-se agora mesmo e garanta sua vaga!