Tristeza Profunda — Enxergue a Luz no Fim do Túnel

Tristeza Profunda — Enxergue a Luz no Fim do Túnel

Olá, meu querido amigo e minha querida amiga.

Você já sentiu uma tristeza profunda, seja com motivo ou de forma repentina? Infelizmente, todas as pessoas podem passar por uma situação assim algum dia. Até porque, nunca tivemos uma geração tão triste e depressiva.

Hoje quero fazer um convite para você. Neste artigo, vamos tratar das causas desse tipo de tristeza e o que pode ser feito para mudar isso. Continue a leitura!


O que é a tristeza profunda e por que ela aparece?

A tristeza profunda é aquela sensação que nada satisfaz, independentemente do que você tenha para ser feliz. É um sentimento de angústia e de desmotivação para qualquer atividade.

Imagine o seguinte cenário: uma pessoa tem um trabalho que a sustenta, uma casa para chamar de lar e uma família que a ama. Parece suficiente para ser feliz, não é mesmo? Porém, mesmo com uma vida considerada por muitos como perfeita, há indivíduos que não se sentem bem o tempo todo.

Ao contrário do que alguns pensam, a tristeza profunda não escolhe onde se instalar. Ou seja, ela pode afetar quem está cheio de problemas, mas também quem tem “tudo" para ser feliz.

Nos últimos tempos, eu tenho observado que as pessoas estão mais infelizes. Isso se deve especialmente à forma como estamos criando as novas gerações. Desde cedo, as crianças recebem muitos estímulos para receber prazer, o que faz com que cresçam mais intolerantes, impacientes e apáticas.

Nos dias de hoje, os pais tentam encher os filhos de presentes, quando, na verdade, eles deveriam se mostrar mais presentes — para vivenciar histórias reais. Um jovem feliz não é aquele que tem tudo, mas aquele que explora e se aventura.

Por sua vez, os mais velhos também estão se deixando levar pelo excesso de tecnologia. Ainda que os celulares ajudem a conectar, trabalhar e até se divertir, eles não podem ser o centro da rotina de ninguém. Basta tirar os olhos do aparelho para ver que a vida pode reservar momentos muito mais especiais do que as telas.



Como evitar e superar a tristeza profunda?

Eu aconselho as pessoas a se desconectarem da internet um pouco. Nos finais de semana, por exemplo, em vez de cada um da família ficar em um canto com o celular, por que não assistir a um filme, jogar algo ou ler uma história? Há diversas válvulas de escape da rotina que são saudáveis e podem ser usadas em família.

Existem diversas atividades que podem ser realizadas em casa, sem a necessidade de sair. Basta usar a imaginação para criar novos hobbies e observar a vida com mais doçura e esperança.


Além do mais, vale a pena pensar neste aspectos:


  • a tristeza profunda persiste durante muito tempo? Caso tenha respondido que sim, é importante buscar a ajuda de um profissional, pois ela pode evoluir para um quadro de depressão;

  • você se sente mais triste em alguma situação específica? Será que é possível evitá-la? Por exemplo: há quem não se sinta bem na presença de uma pessoa. Nessa situação, o ideal é resolver o relacionamento interpessoal ou, até mesmo, se afastar;

  • do que você gosta de fazer? A vida tem muitas possibilidades e talvez você não esteja no caminho que gostaria. Quer mudar de profissão ou de cidade, por exemplo? Ainda que não possa realizar esse plano agora, comece a pensar nos passos que precisa para atingir esse objetivo;

  • aprenda a rir de você. Muitas pessoas perdoam as outras, mas são carrascas consigo mesmas. Lembre-se de que, assim como todo mundo, você pode e vai errar, então, não se preocupe tanto com isso. Ria dos seus erros, veja no que pode melhorar e faça melhor da próxima vez.


Leia aqui sobre como atingir o equilíbrio emocional e traga mais felicidade para sua vida!